Sentimentos · Texto

Hoje em dia

O tempo passa, as pessoas amadurecem, os gostos mudam, aprendemos coisas novas e assim por diante.

A ideia de ter um blog para mim a 4 anos atrás era para mostrar dicas e coisas que eu tinha aprendido nos milhões de blogs de futilidade que eu acompanhava. Não que esses blogs não sejam bons e que eles mostrem coisas negativas, nada disso. Mas eu vejo que para mim hoje em dia isso é apenas futilidade. A Paola de 4 anos atrás não ia a varanda de sua casa sem pelo menos um corretivo. Patético, eu sei. Mas era a minha personalidade naquela época. Era o que eu gostava o que eu achava relevante. A Paola de hoje em dia não se importa de ir para o centro sem maquiagem alguma e com o cabelo todo bagunçado num coque. A Paola de 4 anos atrás nunca assistiria uma corrida de fórmula 1, mas a Paola de hoje em dia sabe o nome de todos os pilotos e é uma amante da velocidade.

Pois é, os tempos são outros, as prioridades e os sentimentos também. Eu fiquei muito tempo sem escrever nada para esse site. Mas não era porque eu não queria… okay, em partes sim. Mas, eu não sabia o que escrever, eu não sabia sobre o que as pessoas gostariam de ler. Afinal, eu fazia tudo para agradar os outros, não a mim mesma. Se eles achassem que estava bom, então estava maravilhoso. Eu tinha uma necessidade enorme de agradar ao próximo antes de a mim mesmo.

Com o tempo eu fui percebendo que não era bem assim. As pessoas têm gostos diferentes, ninguém é igual. Como eu iria agradar todo mundo? Hoje em dia eu prezo agradar primeiro a mim e depois os outros. Se eu gostar de algo que a maioria das pessoas não gosta, bom, paciência porque eu nunca mais vou mudar meus gostos, sentimentos ou opiniões para agradar ninguém.

É muito louco escrever um texto expressando meus sentimentos em um blog que antigamente eu priorizava apenas o conteúdo “fútil”. Hoje em dia eu não conseguiria mais achar graça ou prazer em escrever um post falando sobre maquiagem ou moda. Sinceramente, isso é algo que não me atraí mais. Não é algo que eu me sinta bem em fazer.

Bom, a um tempinho eu já havia descoberto que não era aquilo que me interessava mais. Porém eu ainda estava presa naquela neura de querer agradar os outros. Eu não iria vir aqui escrever sobre minha opinião, gosto ou sentimento porque eu teria vergonha de me expressar dessa maneira. O que meus coleguinhas de escola iriam pensar de mim? Os meus amigos iriam me zoar? Pensando bem isso é só uma questão de gosto e do fundo do meu coração; eu não “tô” nem aí.

Talvez esse post seja um recomeço para mim. Talvez eu termine de escrevê-lo e logo em seguida desista de tudo e volte a minha vidinha normal. Talvez amanhã eu decida que quero falar sobre unhas. Eu não sei, eu só sei que eu vou fazer o que me der na telha.

Anúncios
Sem categoria

Dane-se. Pessoas perfeitas são um saco!

tumblr_m17c89EFcr1r4cocjo1_500

Hoje eu resolvi trazer algo totalmente novo aqui no blog. Um texto. Eu nunca falei realmente de mim, ou dos meus sentimentos aqui no blog, mas vocês merecem saber mais sobre mim, não é mesmo? Esse texto abaixo é de autor desconhecido, porém a continuação eu mesmo irei fazer.

“Ela é “estranha”. Tem vergonha até pelo bate-papo, tem ciúmes até de foto. Chora ouvindo sua música preferida e grita quando se assusta. É escandalosa, porém tímida, isso depende se está ou não perto dos seus amigos. Aliás, quando ela está com os amigos, perde a vergonha na cara e só faz “merda”. Sim, ela é “estranha”, mas pelo menos procura ser feliz. Ela tem uma risada alta e ao mesmo tempo uma voz suave. Faz careta do nada. Come pipoca, brigadeiro e sorvete sem culpa. Conversa sozinha, canta errado, dança como uma louca em casa, dá risada dos tombos, faz palhaçadas, conta piada velha e acha maior graça, conversa com os animais, briga com objetos quando esbarra neles. Sim, ela é louquinha, mas quem não é? E sabe uma coisa? Dane-se. Pessoas “perfeitas” são um saco.”

tumblr_mbajhn5LRy1qg4h94

Ela se olha no espelho e acha que está gorda, mas depois de 5 minutos vai fazer um brigadeiro, contraditório? Talvez. Ela é daquelas que está sempre feliz, sorrindo, fazendo piadas, demonstrando carinho. Mesmo que seja xingando sua melhor amiga de vaca, é esse o jeito dela de mostrar ás pessoas o quanto ela as ama. Estudiosa até certo ponto porquê morre de preguiça de levantar cedo ou de ficar estudando a tarde inteira para uma simples prova de português. Ela pode se dar bem nas notas, mas não significa que ela seja quieta, pelo contrário, ela é um terror. Senta na frente junto ao grupo de amigos apenas para bater um papo com o professor, ou até mesmo, pra zombar dele. Ela não tem frescuras, arrota, solta pum, fala palavrão quando se irrita, brinca, bate (apanha também), faz escândalo. Ela não faz o tipo tímida. Ficar com vergonha na hora de apresentar um trabalho pra classe? Jamais, ela pensa em alguma piadinha que possa fazer no meio da apresentação sem prejudicar a nota claro. Pode ser essa menina moleque, como dizem. Mas também tem sentimentos! Ela é sensível, só não demonstra, ela acha melhor guardar pra si. Se irrita fácil, mas fica calma mais fácil ainda. Vai entender, ela também não entende!