Contos · Texto

Paixões do ônibus (Contos)

 

large-1

(…)

Entrei no ônibus, distraída. Sorri para o motorista e lhe desejei um bom dia. Aumentei o volume da minha música e vasculhei o lugar com os olhos, procurando onde sentar. Achei um lugar vago, ao lado de um moço, muito bonito por sinal. Caminhei até ele que não tirava os olhos de mim. Pedi se podia sentar ao seu lado, ele me respondeu com um sorriso e um aceno de cabeça. Sentei-me despreocupada e continuei a cantarolar minhas músicas favoritas, apreciando o perfume amadeirado daquele garoto. Estava embalada ao som de uma música que nem me lembro agora, de olhos fechados, cantarolando baixinho e movendo a cabeça conforme as batidas. Quando olho para o lado, o garoto está olhando para mim e sorrindo. Pergunto para ele o motivo de seu sorriso e ele diz que sou linda. Não pude conter meu sorriso e a timidez, abaixei a cabeça envergonhada e pronunciei um obrigada bem baixinho. Ele levantou minha cabeça delicadamente e olhou no fundo dos meus olhos. E então me perdi em seu olhar, havia mergulhado no oceano de sentimentos que ele carregava naqueles lindos olhos azuis.

 

Estava no ônibus, observando a cidade pela janela, distraído. Quando olho para a entrada do ônibus vejo uma moça, linda por sinal, entrando. Ela sorri para o motorista. Um sorriso tão doce. Lhe deseja um bom dia e depois vasculha o local com os olhos, até que vê um lugar vago ao meu lado. Ela aperta algum botão em seu celular e vem andando até mim, não consigo desgrudar os olhos dela, é tão linda. Seu rosto tinha traços delicados e seu corpo era tão bem desenhado. Antes de sentar ao meu lado, pediu licença com muita educação. Eu apenas sorri e assenti. Quando ela se sentou pude sentir a fragrância doce que ela usava. E não pude conter o sorriso quando ela começou a cantarolar uma música, com os olhos fechados e balançar a cabeça conforme o ritmo. Quando percebi, ela já me olhava, e até questionou porque eu estava sorrindo, apenas disse que ela era linda. Envergonhada, a mesma abaixou a cabeça e me agradeceu baixinho. Sorri mais ainda e levantei seu rosto cuidadosamente, querendo olhar em seus olhos. E então me perdi naquele olhar, tão profundo que eu poderia enxergar até a sua alma.

(…)

Observação: Esse é um texto autoral e contém uma história fictícia.

Sentimentos · Texto

Hoje em dia

O tempo passa, as pessoas amadurecem, os gostos mudam, aprendemos coisas novas e assim por diante.

A ideia de ter um blog para mim a 4 anos atrás era para mostrar dicas e coisas que eu tinha aprendido nos milhões de blogs de futilidade que eu acompanhava. Não que esses blogs não sejam bons e que eles mostrem coisas negativas, nada disso. Mas eu vejo que para mim hoje em dia isso é apenas futilidade. A Paola de 4 anos atrás não ia a varanda de sua casa sem pelo menos um corretivo. Patético, eu sei. Mas era a minha personalidade naquela época. Era o que eu gostava o que eu achava relevante. A Paola de hoje em dia não se importa de ir para o centro sem maquiagem alguma e com o cabelo todo bagunçado num coque. A Paola de 4 anos atrás nunca assistiria uma corrida de fórmula 1, mas a Paola de hoje em dia sabe o nome de todos os pilotos e é uma amante da velocidade.

Pois é, os tempos são outros, as prioridades e os sentimentos também. Eu fiquei muito tempo sem escrever nada para esse site. Mas não era porque eu não queria… okay, em partes sim. Mas, eu não sabia o que escrever, eu não sabia sobre o que as pessoas gostariam de ler. Afinal, eu fazia tudo para agradar os outros, não a mim mesma. Se eles achassem que estava bom, então estava maravilhoso. Eu tinha uma necessidade enorme de agradar ao próximo antes de a mim mesmo.

Com o tempo eu fui percebendo que não era bem assim. As pessoas têm gostos diferentes, ninguém é igual. Como eu iria agradar todo mundo? Hoje em dia eu prezo agradar primeiro a mim e depois os outros. Se eu gostar de algo que a maioria das pessoas não gosta, bom, paciência porque eu nunca mais vou mudar meus gostos, sentimentos ou opiniões para agradar ninguém.

É muito louco escrever um texto expressando meus sentimentos em um blog que antigamente eu priorizava apenas o conteúdo “fútil”. Hoje em dia eu não conseguiria mais achar graça ou prazer em escrever um post falando sobre maquiagem ou moda. Sinceramente, isso é algo que não me atraí mais. Não é algo que eu me sinta bem em fazer.

Bom, a um tempinho eu já havia descoberto que não era aquilo que me interessava mais. Porém eu ainda estava presa naquela neura de querer agradar os outros. Eu não iria vir aqui escrever sobre minha opinião, gosto ou sentimento porque eu teria vergonha de me expressar dessa maneira. O que meus coleguinhas de escola iriam pensar de mim? Os meus amigos iriam me zoar? Pensando bem isso é só uma questão de gosto e do fundo do meu coração; eu não “tô” nem aí.

Talvez esse post seja um recomeço para mim. Talvez eu termine de escrevê-lo e logo em seguida desista de tudo e volte a minha vidinha normal. Talvez amanhã eu decida que quero falar sobre unhas. Eu não sei, eu só sei que eu vou fazer o que me der na telha.

Ano novo · Feliz 2016 · Sem categoria · Texto

Olá, 2016

 

Eu não sou lá muito boa com textos, mas, tentei:

Ano passado. Ontem. Há algumas horas atrás. É uma sensação tão boa poder falar “Feliz ano novo”. É como se nossa mente se renovasse a cada ano. Novas pessoas, novas metas, novos desafios, novas esperanças, tudo novo. Mas será que vai mudar? Fazemos milhares de metas e prometemos inúmeras coisas, mas será que cumprimos com todas? Será que estamos realmente nos renovando? Ou isso seria apenas um pretexto para acharmos que as coisas realmente irão mudar neste novo ano?

E a resposta? Só você pode decidir. Só você pode fazer esse novo ano valer a pena. Só você pode realizar seus sonhos, mas para isso você vai ter que batalhar e enfrentar os obstáculos, que não são poucos, mas veja bem, sempre damos um jeito.

tumblr_leapljdvQZ1qe0i27o1_400

E por que as pessoas ficam tão “felizes” na virada? Ora, alguns pela bebida é claro. Mas, veja que festa fazemos para recebermos um novo ano. Juntamos a família, comemos com fartura, vamos a festa, dançamos, cantamos, brindamos, é com certeza uma noite de alegria. E quando chega a meia noite? É uma loucura, champanhas sendo estourados, gritos, beijos, abraços e ah, os fogos, tão lindos que iluminam a noite escura, que refletem o brilho no olhar de cada pessoa.

tumblr_nzspiw8SVT1txpk8io3_500

E agora, eu quero agradecer vocês, por cada visualização, cada compartilhamento, cada curtida, cada comentário, por tudo. Eu sou muito grata e é por vocês que estou aqui escrevendo esse post. Eu amo escrever, amo o que eu faço nesse blog, mas eu não faço isso sozinha. São vocês que me motivam a escrever cada dia mais e cada dia fazer um conteúdo melhor. Espero que em 2016 eu consiga cumprir minha meta de postar toda semana terças e quintas as 19 horas. Espero vocês aqui!

Acima de tudo, desejo a todos vocês um feliz ano novo, com muita paz, amor, alegria, saúde, que vocês cumpram todas as metas e que Deus os abençoem. Façam do seu 2016 o seu melhor ano!

 

❤ ❤ ❤

E então amores, eu passei minha virada na praia, e como foi a virada de vocês? E quais são suas metas para 2016? Me contem, amo conversar com vocês nos comentários